Hipay Comprafacil

Quem Somos

O Hipay é um especialista em pagamentos online.

O HiPay Comprafácil é uma solução de pagamentos integrada no Grupo HiPay.

Com mais de 12 milhões de transações efectuadas por mês, o HiPay é um grupo especializado em pagamentos online, oferecendo aos seus clientes soluções de pagamento de última geração.

Através da agregação de mais de 15 métodos de pagamento numa única plataforma, o HiPay permite pagamentos globais e locais específicos em todo o mundo.

O HiPay disponibiliza um serviço de valor acrescentado para o processamento dos seus pagamentos, com soluções específicas de acordo com as suas necessidades, desde pagamentos mobile a soluções completamente personalizáveis.

O Grupo HiPay possui duas licenças bancárias europeias que traduzem uma dupla certificação de legitimidade: emissor de moeda electrónica e instituição de pagamento.

Para além destas licenças tem a respectiva autorização do Banco de Portugal.

Com escritórios em 6 países europeus, Brasil e Estados Unidos, o HiPay tem mais de 125 trabalhadores. O HiPay Group está cotado na Euronext Paris. Code ISIN: FR0012767150 / Mnemo: HIPAY.

Visão

A nossa visão tem como objectivo oferecer aos comerciais uma ampla gama de serviços em torno do mundo dos pagamentos online. Nos dias de hoje, os pagamentos devem ser vistos como uma ferramenta primordial em qualquer negócio, permitindo que os comerciantes melhorem a sua taxa de concretização em cada transação. As nossas tecnologias visam ajudar os comerciantes a aumentarem o conhecimento do cliente final, bem como a disporem de ferramentas de forma a aumentarem o seu volume de negócios, sem quaisquer despesas de investimento.

FAQS Gerais

Sistema

O Grupo HiPay dispõe de dois tipos de licenças europeias: de emissão de dinheiro eletrónico e de instituição de pagamentos. Para além destas licenças o Hipay tem a respectiva autorização e licenças emitidas pelo do Banco de Portugal para operar no nosso Pais, sendo constantemente avaliado pela mesma entidade. Autorização do Banco de Portugal para a HPME operar em Portugal: http://www.bportugal.pt/pt-PT/Supervisao/Paginas/CreditInstitution.aspx?IcID=8336.
O HiPay Wallet é a solução que lhe permite gerir todos os fluxos monetários existentes na sua conta. Aquando do recebimento de pagamentos por parte dos seus Clientes, o montante é creditado na sua conta virtual HiPay Wallet e a gestão dos fluxos existentes fica a cargo do nosso Parceiro. É através desta ferramenta que, enquanto cliente final, conseguirá fazer a exportação de todos os documentos contabilísticos que lhe permitem justificar os custos inerentes à utilização dos nossos serviços.
O HiPay Comprafácil é a solução que lhe permite gerar e gerir métodos de pagamento como a Referência Multibanco, a Referência Payshop, os Débitos Directos e o Boleto Bancário. Trata-se de uma ferramenta específica que disponibiliza estes métodos de pagamento, oferecendo um serviço mais flexível e adaptado à forma diferenciadora do funcionamento destes métodos de pagamento. Através desta ferramenta poderá criar e gerir todas as transacções efectuadas através dos métodos supra citados, sendo que, para uma gestão mais eficaz, os fluxos monetários são creditados na sua conta HiPay Wallet. De referir que, no que diz respeito à integração, o HiPay Comprafácil possibilita uma integração completamente personalizada e integrada no seu site, sem ser redireccionado para uma página à parte. Deste modo, conseguirá disponibilizar estas soluções de pagamento de uma forma mais directa e intuitiva ao cliente final, eliminando a possibilidade deste abandonar o carrinho de compras por dificuldades no pagamento.
Os métodos de pagamento disponíveis no HiPay Comprafácil são as Referências Multibanco, as Referências Payshop, o Boleto Bancário e os Débitos Directos.
Sim. Através de outras plataformas do Grupo, disponibilizamos outros métodos de pagamento complementares para todo Mundo, desde métodos de pagamento globais, como seja o Cartão de Crédito, até métodos de pagamento locais para países como França, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Itália, Russia, Polónia, Brasil e Portugal.
Não é estritamente necessário, desde que seja devidamente justificado o tipo de actividade desenvolvida.
Para aderir ao Hipay Comprafácil deverá ter uma actividade aberta, quer seja como Empresário em Nome Individual, Empresa, Associação, Cooperativa, entre outros.
Não. Qualquer empresa sedeada em qualquer país poderá aderir aos nossos serviços, sem qualquer limitação.
Sim. Permitimos que o Cliente receba os seus pagamentos em qualquer conta sedeada em qualquer país, podendo apenas variarem os custos de levantamento, caso se trate de uma conta bancária fora da zona SEPA.
Deverá aderir ao HiPay Comprafácil através do formulário de registo. Após preencher todos os campos requeridos deverá associar ou enviar a respectiva documentação, de acordo com a forma jurídica associada. Não se esqueça de activar a sua conta através do email enviado automaticamente após o registo.
Não. Qualquer utilizador deste serviço terá que ser maior de 18 anos.
É proíbida a disponibilização de todos os meios de pagamento sempre que se trate de venda de armas, pornografia, Bit Coins, partilha e upload de ficheiros,  tabaco (cigarros, cigarrilhas, charutos e cigarros electrónicos) e drogas (psicotrópicos e estupefaccientes) .
Após aderir e enviar toda a documentação associada, deverá aguardar entre 2 a 5 dias até a sua conta estar completamente autenticada. No decorrer deste processo de autenticação poderá, simultaneamente, iniciar o processo de integração, caso assim o deseje. Após a notificação de autenticação poderá começar a receber pagamentos.
Não. Com o nosso serviço não existe qualquer tipo de obrigatoriedades ou fidelização. Devido à transparência do serviço que prestamos, permitimos ao Cliente que possa cancelar o mesmo a qualquer momento.
Depende. Caso seja praticado o preçário base, basta aceitar os Termos & Condições aquando da adesão. Se forem acordadas Tarifas Premium, então será necessária a formalização contratual das mesmas. No entanto, é importante referir que da assinatura deste contrato não decorre a existência de qualquer vinculo contratual.
Não. Garantimos-lhe uma adesão completamente gratuita, com ausência total de mensalidades ou custos de adesão. Comece já hoje a vender, sem comprometer o seu plano de negócios com custos de adesão elevados.
Claro. Dispomos de uma vasta equipa que o vai auxiliar em todo o processo. Desde a adesão, passando pela autenticação e pela integração, até à gestão do seu dia-a-dia, irá ter sempre apoio dedicado em todas as etapas do processo.
No HiPay Comprafácil apenas existem custos por transacção e custos por levantamento. Não existem quaisquer mensalidades, anuidades ou obrigatoriedades contratuais.
Com excepção dos Débitos Directos, os custos por transacção apenas são aplicados quando esta é concretizada. Existe um preçário base definido para todos os Clientes, no entanto, pelo facto de privilegiarmos um contacto personalizado, optamos por analisar a realidade de cada cliente, para podermos apresentar uma proposta à sua medida, adaptada às necessidades evidenciadas.
Não. Existem outros factores que nos levam a melhorar as tarifas existentes e a propor uma proposta adaptada. Um desses factores pode ser, por exemplo, o tipo de negócio e o seu respectivo potencial de crescimento.
Sim. Mediante uma análise da evolução registada em termos de volume ou de outro factor considerado relevante, poderemos sempre, a qualquer momento, melhorar as condições contratuais.  
Os valores pagos pelos seus Clientes são creditados, em tempo real, na sua conta virtual HiPay Wallet, com excepção do Boleto Bancário e dos Débitos Directos que não funcionam em tempo real. Após o recebimento destes valores na sua conta HiPay, a que só o nosso Parceiro terá acesso, a gestão dos fluxos existentes nesta conta e a transferência para a sua conta bancária são da sua responsabilidade.
Dentro da Zona SEPA, existe um custo residual de €0,50 por cada pedido de levantamento, solicitado da conta HiPay para a conta bancária. Para fora da Zona SEPA, existe um custo de 1% sobre o valor total do levantamento, (valor mínimo de comissão de 10€), solicitado da conta HiPay para a conta bancária. (Valor mínimo de resgate €10; valor máximo de resgate €500.000). Entenda-se que este é um custo por levantamento e não por pagamento efectuado pelo seu Cliente, ou seja, se efectuar dois levantamentos semanais para a sua conta bancária dos fluxos existentes na sua conta HiPay Wallet, irá ter um custo semanal de 2 x €0.50 e um custo mensal de 8 x €0.50, o que significa um custo anual de cerca de €48.
O tempo decorrido entre o momento em que faz a transferência e o momento em que recebe o valor na sua conta HiPay Wallet poderá demorar em média 3 dias úteis.
Poderá fazer 2 transferências semanais sem qualquer limitação. Para efectuar transferências com maior periodicidade, entre por favor em contacto com a nossa equipa para ser feita a respectiva avaliação.
Não. Apenas poderá ter uma conta bancária associada a cada conta HiPay Wallet.
Pode, desde que nos envie o comprovativo de NIB para respectiva validação.
Sim, um backoffice completo e muito intuitivo. O backoffice HiPay Comprafácil permite gerir todo o seu negócio, tendo acesso a uma série de ferramentas que vão facilitar muito toda a gestão do mesmo.
Poderá consultar através da sua conta HiPay Wallet todos os movimentos e saldos existentes na sua conta
O HiPay é equiparado a uma instituição bancária e como tal não emite facturas, mas sim notas de lançamento. Deverá aceder à sua conta HiPay Wallet para obter as notas de lançamento que permitem justificar contabilisticamente as comissões cobradas. Este documento é emitido quinzenalmente e está disponível automaticamente para download através da sua conta HiPay Wallet.
Poderá integra o sistema HiPay Comprafácil de várias formas. Tudo depende do tipo de site que tenha e do tipo de linguagem de programação. Dispomos de módulos gratuitos que facilitam todo o processo de integração. Consulte mais informações na Área Técnica.
Sim e gratuita. Consulte por favor as FAQS TÉCNICAS que constam na área técnica. Caso não encontre resposta à sua dúvida, estamos completamente disponíveis para ajudar em todo o processo de integração.
Existem vários módulos disponíveis e em permanente actualização. Sugerimos que consulte a Área Técnica de modo a consultar os mesmos. Caso não esteja evidenciado o modulo que pretende, entre em contacto com a nossa equipa.
Sim. Dispomos de ferramentas gratuitas que permitem integrar o sistema HiPay Comprafácil com a rede social facebook.
Para obter uma conta de testes HiPay Comprafácil, solicite aqui.
Pensámos em si. Para que possa ter uma melhor ideia de como irá disponibilizar os métodos de pagamento ao seu Cliente, desenvolvemos um site demonstrativo com os nossos métodos de pagamento devidamente integrados, para que possa testar, com total transparência, o real funcionamento dos nossos serviços.
Depende do software. Para ter esta informação contacte a nossa equipa, de modo a esclarecer a sua questão.

Multibanco

As validades disponiveis são de 3, 30, 90 dias ou sem validade de pagamento. Caso pretenda outra solução poderemos apresentar algumas alternativas.
Deverá optar pela entidade que melhor se adaptar ao seu negócio. Caso tenha dúvidas fale connosco para que o possamos aconselhar da melhor forma.
Sim, pode. No momento de adesão terá que solicitar mais do que uma entidade ou no decorrer do contrato poderá solicitar uma nova entidade.
A notificação é sempre em tempo real.
As referências multibanco podem ser pagas no homebanking ou nas caixas ATM disponíveis em todo o País.
Depende do tipo de entidade utilizada. Caso tenha validade de pagamento não é possível pagar duas vezes a mesma referência multibanco.
Não existe possibilidade de devolução directa de um pagamento efectuado por Multibanco. Em alternativa poderá fazer a devolução através de uma transferência bancária, cheque ou outro meio alternativo.
Vai depender sempre da sua decisão de querer ou não efectuar a devolução. O Cliente final nunca conseguirá devolver um pagamento efectuado por referência sem a sua intervenção. Relembramos que não existe possibilidade de devolução directa de um pagamento efectuado por Multibanco. A devolução poderá, por exemplo, ser efectuada por transferência bancária.
Não. Não existe esta possibilidade. Depois de gerada, a referência multibanco só deixa de estar activa após expirar a data de validade, se esta validade existir.
Caso o Cliente tente pagar uma referência já expirada não irá conseguir concretizar o pagamento, surgindo um aviso de tal impossibilidade.
Caso isto aconteça, existe uma ínfima probabilidade do pagamento ser aceite, dado que este apenas acontecerá se for respeitado o algoritmo estabelecido.
Sim, bastando para tal que o cliente pagador disponha de uma conta bancária portuguesa e do respectivo acesso ao homebanking. De outra forma não conseguirá efectuar o pagamento.
O limite mínimo é €1 e o limite máximo é €2500.
Pode gerar duas referências multibanco de 2500€ e disponibilizá-las ao seu cliente para efectuar o respectivo pagamento.
Não há qualquer limite de referências geradas. Poderá gerar inúmeras referências e só terá custos sobre as referências pagas com sucesso.
Não. Essa gestão ficará a nosso cargo, sem que o Cliente se tenha que preocupar com este assunto. Pretendemos que o Cliente se preocupe com o que é realmente importante – gerar vendas.
Sim. Fornecemos acesso a um backoffice gratuito, extremamente intuitivo, que lhe permite gerir, gerar e criar métodos de pagamento para enviar aos seus Clientes.
Sim. Poderá não só enviar esse email de notificação, como também definir um template de email a ser enviado para o seu Cliente de uma forma automática.
Não. Dependendo sempre do banco do Cliente pagador, o nome a surgir no extracto do seu Cliente pode ser HiPay, hipay.com ou HPME.
Poderá faze-lo mas na realidade não existe essa necessidade, dado que não existem limites de referências geradas
Caso tenha o sistema integrado, deverá receber uma notificação automática com este aviso e/ou poderá, a qualquer momento, aceder ao seu backoffice e consultar os estados de pagamento das referências pretendidas.
Sim, apesar de não ser uma forma totalmente segura, dado que a notificação pode falhar por algum motivo alheio ao HiPay Comprafacil.
Poderá obter qualquer informação, desde que essa mesma informação nos seja transmitida quando a referência é solicitada/gerada.

Payshop

A validade das referências Payshop é sempre de 30 dias.
O limite mínimo é de €1 e o máximo de €150.
Sim, tal como os restantes métodos de pagamento.
Poderá fazê-lo sem qualquer dificuldade e de forma bastante intuitiva através do completo backoffice disponibilizado.  
O seu Cliente poderá efectuar o pagamento de uma referência Payshop em qualquer um dos 4000 pontos de pagamentos existentes, entre papelarias, tabacarias, quiosques ou supermercados.  
Não. Deverá efectuar o pagamento em qualquer um dos 4000 pontos físicos de pagamentos existentes.  
Não. Não existe esta possibilidade. Após gerada, a referência Payshop só deixa de estar activa após expirar a data de validade de 30 dias.  
Não. A referência Payshop após ser gerada, tem 30 dias de validade e só pode ser paga uma única vez. Após ser paga ou após o período de validade ter expirado, esta deixa de estar válida para pagamento.

Boleto Bancário

O Boleto Bancário é um dos métodos de pagamento mais utilizados no Brasil. Com o Boleto Bancário a venda tem de ser realizada em Euros, e quando o Boleto é emitido o valor surge em Reais, sendo pago nesta mesma moeda. O Boleto Bancário é pagável em dinheiro através de uma referência ou leitura de um código de barras em qualquer agência bancária, casas lotéricas (Casas da Sorte), supermercados, farmácias, bombas de gasolina e agências dos correios do Brasil. O Boleto é igualmente pagável através de qualquer Caixa Multibanco brasileira ou através do homebanking de uma conta bancária brasileira. O Boleto tem 3 dias de validade para pagamento. O pagamento é comunicado e o montante é creditado na sua conta no máximo até 5 dias úteis.
O Boleto Bancário é o método de pagamento mais seguro para vender os seus produtos e/ou serviços para o mercado Brasileiro. Com este método de pagamento o cliente final não terá possibilidade de solicitar a devolução do montante já pago sem lhe prestar qualquer informação.
A validade de pagamento do Boleto Bancário é de 3 dias úteis após a geração do mesmo.
O limite máximo de geração de Boleto Bancário é €2000 por boleto, sendo o limite diário de geração de Boletos Bancários de €2150, mensal de €3400 e anual de €12400. O limite mínimo é de €2,00.
O Boleto Bancário é pagável em dinheiro, através de uma referência ou leitura de um código de barras, em qualquer agência bancária, casas lotéricas (Casas da Sorte), supermercados, farmácias, bombas de gasolina e agências dos correios do Brasil. É igualmente pagável através de qualquer Caixa Multibanco Brasileira ou através do homebanking de uma conta bancária brasileira.
Podem pagar um Boleto Bancário todos particulares que tiverem uma conta bancária brasileira ou que estejam no Brasil.
Não. O Boleto Bancário não é comunicado em tempo real. Após o Cliente pagar o boleto, poderá demorar até 5 dias a receber a respectiva comunicação do pagamento.  
Existem alguns dados obrigatórios para emitir um Boleto Bancário. Um desses dados é o CPF, que é o identificativo equivalente ao Número de Contribuinte Português.
O Boleto Bancário apenas pode ser pago por particulares, não estando disponível para pagamento de empresas.  
Infelizmente não é possível fasear o pagamento de um boleto bancário.
Caso tenha o sistema integrado directamente no seu site, receberá a comunicação por webservice. No caso de gerar boletos bancários manualmente, terá acesso a um backoffice que lhe permite consultar todas as informações pretendidas.

Débitos Directos

A SEPA (Single Euro Payments Area) é um objectivo político e estratégico da União Europeia após a introdução da Moeda Única, e visa a criação de uma Área Única de Pagamentos em Euros, onde todas as transacções são consideradas domésticas na área geográfica abrangida, sob as mesmas condições, direitos e obrigações, independentemente da sua localização.
De acordo com a definição adoptada no "Regulamento (UE) n.º 260/2015 do Parlamento Europeu e do Conselho de 14 de Março de 2012" (disponível para consulta aqui ), é um serviço de pagamento nacional ou transfronteiriço que consiste em debitar a conta de pagamento de um devedor (cliente final), sendo a operação de pagamento iniciada pelo credor (neste caso a HPME), com base no consentimento do devedor.
Esta solução só pode ser disponibilizada a parceiros com os seguintes estatutos fiscais: Empresa, Empresário em Nome Individual, Associações, Fundações, Condomínios. O registo deverá ser efectuado na plataforma HiPay Wallet e solicitar a ferramenta HiPay Comprafácil.
Um mandato SEPA é uma autorização de débito em conta, assinada pelo devedor, que dá consentimento ao credor no sentido deste poder proceder a uma ou mais cobranças, instruindo o Banco do devedor a debitar a sua conta. Os mandatos no âmbito dos débitos directos SEPA, para além do formato físico, podem assumir o formato electrónico, conhecido como e-mandate.
Não. Este tipo de transacção apenas está disponível para os seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia, Suécia, Gibraltar, Guadalupe, Guiana Francesa, Martinica, Mayotte, Reunião, São Bartolomeu, São Martinho, São Pedro e Miquelon, Suíça, Mónaco, Islândia, Liechtenstein, Noruega e Mónaco.
O parceiro poderá escolher as seguintes periodicidades; pontual, mensal, trimestral, semestral e anual.
No backoffice HiPay Comprafácil poderá suspender mandatos. Para desactivar um mandato, no menu Débitos Directos / Mandatos, seleccione o Mandato, e no campo Activo, seleccione a opção Não. Para este mandato já não irão ser gerados os débitos seguintes, no entanto, se existir algum débito associado a este mandado que já tenha sido enviado para o banco para processamento, este ainda será processado.
No backoffice HiPay Comprafácil poderá cancelar o débito directo pretendido, desde que este não tenha sido já enviado para o banco para processamento. Se o débito estiver no estado “waiting”, isto significa que este já foi enviado para o banco para processamento e não pode ser cancelado.
Os dados obrigatórios que deverão constar num mandato são: - Nome completo, morada e país de residência do devedor; - Número Fiscal do devedor; - IBAN e SWIFT do devedor; - Valor; - Data do 1º Débito; - Tipo de pagamento (Recorrente ou Pontual); - Modelo de débito (Core ou B2B); - Assinatura, local e data.
Existem dois modelos de débitos directos (SEPA Core e SEPA B2B); O modelo SEPA B2B (“Business 2 Business”) é especialmente concebido e desenvolvido para a realização de pagamentos/cobranças entre empresas. O modelo SEPA CORE destina-se à realização de cobranças a devedores, que podem ser consumidores ou empresas. Entre outras diferenças relativamente ao modelo SEPA CORE, no modelo SEPA B2B as entidades que são alvo das cobranças (os devedores) não gozam do direito de reembolso de débitos autorizados já efetuados nas suas contas.
Existem dois modelos de débitos directos, sendo que se a empresa tiver um volume de facturação superior a 2.000.000,00€/ano e com mais de 10 funcionários (cumulativo), poderá escolher a opção SEPA B2B. Esta opção implica que o devedor (a empresa) não tem direito a reembolso. O Banco do devedor deverá validar, como devedor e antes da execução, o montante de cada débito directo face ao valor que é apresentado na informação associada ao mandato, e validar se o mandato assinado for de modelo B2B. O parceiro deverá solicitar ao devedor que o comunique ao seu banco, enviando uma cópia devidamente assinada do mandato.
O valor máximo aceite por cada autorização de débito é de €750,00.
Quando o mandato é criado, o parceiro poderá definir a data do primeiro débito para 15 dias após a criação do mandato. Este deverá estar devidamente assinado pelo devedor para poder ser processado.
Não. Pode definir quantos débitos vai realizar, mas poderá deixar esta opção como ilimitada. Nesse caso, o sistema processará autorizações de débito periódicas até que o mandato seja cancelado.
É uma breve descrição que poderá aparecer no extrato bancário da conta do devedor. Esta funcionalidade é dependente do banco do devedor e poderá estar disponível.
O sistema permite vários alertas por email, entre eles: - Débito processado com sucesso; - Erro de processamento do débito; - Fundos insuficientes na conta bancária do devedor; - Solicitação de reembolso por parte do devedor; - Cancelamento do mandato.
Os estados atribuídos aos débitos directos são os seguintes: - NEW – Débito aguarda ordem do sistema para ser enviado para o banco. Neste estado pode ainda ser cancelado para evitar que seja processado. Se o mesmo for cancelado, e se o Mandato deste débito tem mais instruções de débito, o próximo decorrerá de forma normal na data prevista; - WAITING – Instrução de débito já foi enviada para o banco; - OK – Débito processado correctamente; - REFUND – Quando é solicitada uma devolução pelo devedor; - ERROR – Quanto aconteceu um erro a processar o débito; - CANCELED – Quando o débito é cancelado.
O devedor pode solicitar a revogação do débito ao seu banco por variados motivos. Nas 8 semanas após a data do débito, o devedor poderá sempre solicitar a revogação, não necessitando de justificar o pedido. Se o pedido de revogação for solicitado após este período e até 13 meses após a data do débito, o devedor solicitará o comprovativo junto do seu banco, e nesta altura, é solicitado à Entidade credora (HPME) a cópia do mandato devidamente assinado pelo devedor, para avaliar o pedido de revogação.
A informação que irá aparecer no extracto bancário do devedor é SEPA DD-HPME.
Sim, aquando do preenchimento do mandato. Sem a assinatura do devedor os débitos não estão autorizados e não serão processados.
O mandato poderá ser importado directamente do backoffice (original), enviado para o e-mail portugal@hipay.com (original) (informação referente ao parceiro; nome empresa, username Comprafacil) ou por correio físico para a seguinte morada (duplicado); Hi-Pay Portugal Lda A/C Débitos Directos Rua Joaquim Bonifácio, Nº21 3ºAndar 1150-195 Lisboa Portugal
Terá de ter em conta que o mandato deverá ser assinado até D(data do débito)-10, para ser processado na data do débito pretendida. Caso o mesmo só seja validado após este período, então o débito só será processado no período seguinte, conforme definido pelo parceiro.
Para que os débitos sejam feitos, o mandato deve ficar activo no banco devedor. O comportamento dos bancos relativamente aos erros não é homogéneo. Alguns bancos activam logo o mandato mesmo acontecendo no primeiro débito um erro, mas outros não. Neste caso em concreto, no segundo débito o banco devolveu um erro que significa que o respectivo mandato não está activo.